4th of july week

Bom feriado, Brasil! Aqui nos EUA já é dia de labuta, pois nosso feriado prolongado aconteceu de quinta a domingo da semana passada.
Os dias que passei na casa do lago em New Hampshire renderam MUITO trabalho e 0,1% diversão! A casa é linda, toda rústica, o lago é imenso, tudo é maravilhoso… Me imaginei sozinha naquele lugar, sem três crianças, sem barulho, cochilando o dia inteiro, passeando de barco, lendo um livro na rede do jardim, assistindo um filminho à noite com a pessoa amada (tô meio brega ultimamente), mas obviamente não fiz nada além de trabalhar. Não posso reclamar, pois estava esperando por isso, e principalmente porque não precisei dividir quarto com ninguém (e a conexão wi-fi funcionava às mil maravilhas), o que preservou a minha tão amada privacidade durante as minhas curtas horas vagas.

Continue reading

Advertisements

Garage Sale & Mystic Aquarium!

Quanto tempo, minha gente! O verão começou e eu estou sem tempo algum para postar neste blog. Isso significa que estou trabalhando o dobro do que costumava trabalhar quando cheguei, mas também tenho que dizer que estou me divertindo o triplo… tanto o trabalho como a diversão me consomem tempo e no momento não consigo priorizar o blog! O verão aqui nos EUA é “A ESTAÇÃO”, é quando todos estão desesperados para sair de casa, seja para viajar com a família, ir ao clube, fazer piquenique no parque, whatever, tudo para aproveitar os poucos meses que restam antes que o longo inverno nevoso retorne. Embora seja o período de férias da escola, muitas crianças (acima de cinco anos) ainda vão para camp durante o dia, onde fazem atividades como natação, aulas de tênis e brincadeiras diversas, e só retornam no meio da tarde. O jack começou o camp semana passada e está gostando, thanks god! No primeiro dia, ele chegou em casa dizendo que odiou e que não queria voltar, e a minha host mom diz “OK, você não precisa completar as cinco semanas de camp, você pode participar apenas esta primeira semana e depois descobriremos algo para fazer em casa durante o dia.” É neste momento que a au pair engole em seco, rezando para que este pesadelo não se torne realidade. Ter o Jack em casa o dia inteiro seria passagem direta para o manicômio, hahaha. Mas ele passou a gostar e tudo tem dado muito certo até agora. Esta semana fui buscá-lo no Hartford Golf Club, que é onde ocorre o camp, e ficamos na piscina o resto da tarde inteira. Ele já sabe nadar muito bem para um menino de cinco anos! E ainda é bem corajoso, pois pulou umas 20 vezes de um grande trampolim em uma piscina de 14 feet de profundidade, o que equivale a cerca de 4,5 metros. E eu lá no meio da piscina, salva vidas de primeira viagem, morrendo de medo que o moleque se afogasse! Mas não passamos por sufoco, grazadeus. Depois, fomos para uma parte um pouco mais rasa (cerca de 2,5 metros de profundidade), e eu disse que ia mostrar para ele que eu conseguia tocar o fundo da piscina com os pés. Mergulhei, e quando coloquei a cabeça para fora d’água, o menino estava gritando e começou a chorar! Pensei “pronto, ele se afogou em um milésimo de segundo e eu tô lascada”. Perguntei “o que hoooouve, honey?” e ele me responde “eu fiquei com medo que você perdesse a respiração e morresse”. HAHAHA Tadinho, fiquei com dó! Como eu gosto desse pivete!!!

Bom, meu fim de semana, para variar, foi sensacional! Fui para o aquário de Mystic, que fica a cerca de duas horas de distância de West Hartford. O lugar é lindo, e tive a sorte de pegar um dia bem ensolarado, sendo que a previsão do tempo era de chuva (por isso pensei no aquário). Vi baleias, leões marinhos, tartarugas (paixãozinha), peguei passarinhos e calopsitas na mão, vi show com várias focas dançando, batendo palmas, nadando… Coisa mais bonitinha! No mesmo aquário, há uma exposição especial TITANIC, com fotos, filmes explicativos sobre a busca pelo navio, representação do tamanho do iceberg com o qual o navio se chocou, representação de como o navio e alguns objetos ficaram anos após o naufrágio. Foi uma grande surpresa, pois eu não sabia que essa exposição existia, e tão pertinho de mim… Quem me conhece sabe que eu tenho uma paixãozona pela história do Titanic, e principalmente pelo filme do James Cameron, com todo aquele romance meloso Jack&Rose… Haha

20130701-103238.jpg

Continue reading

Philadelphia/PA, Richmond/VA and Washington/D.C.

Hoje eu vou contar tudo sobre a minha mais recente aventura aqui nos EUA: primeira viagem com a minha host family! Além de ter sido uma super FREE trip, uma vez que não tive que me preocupar com os custos do hotel (e que hotelzááásso), alimentação, ingressos para museus e etc., também foi uma grande oportunidade de ficar mais próxima de todos, principalmente dos meus nenéns, que eu amo de paixão. Tanto em New Jersey quanto em Washington DC, ficamos hospedados no hotel Marriot, mas tive que dividir um quarto com a minha host e com a baby Sydney. Apesar da falta de privacidade, não foi uma experiência de todo ruim! Conversamos bastante (improving my english HAHA) e sinto que estamos cada vez mais amigas.

Um dos poucos lados negativos de viajar com eles foi ficar cerca de nove horas dentro do carro (contando com rápidas paradas para ir ao banheiro ou comer algo), e isso não é muito legal quando se tem um menino de dois anos e uma neném de seis meses a bordo, pois significa altos gritos e consequente dor de cabeça durante a maior parte do caminho. O boy de cinco anos foi o que mais se comportou (para a minha surpresa, pois ele costuma ser master pestinha sempre).

Saímos de Connecticut quinta-feira à tarde e chegamos em New Jersey por volta das 21:30. A intenção, como eu já havia comentado no post anterior, era passar a noite em NJ e seguir caminho para o Sesame Place, que fica no estado da Pennsylvania. Porém, a previsão do tempo era de chuva para toda a sexta-feira (e, como todo bom americano, meus hosts confiam cegamente na previsão do tempo), o que os fez mudar de ideia: resolveram visitar algum museu em Philadelphia e depois seguir caminho para Richmond (nem preciso dizer que AMEI a ideia, né? Haha). Na manhã de sexta, demos uma volta pela famosa Princeton University, onde meu host se formou em economia (garoto danado!) e depois seguimos para Philly. Sempre quis conhecer a cidade e, como era de se esperar, fiquei apaixonada! Uma delícia de cidade grande, me lembrou um pouco de Nova Iorque. Passamos em frente aos “degraus de Rock” (que dão acesso ao Museu de Arte de Philadelphia e que apareceram no filme “Rock Balboa”) – pena que não paramos para tirar foto. O topo da escadaria oferece uma super vista panorâmica da cidade, deve ser incrível. Um dos motivos para voltar a visitar Philly em uma próxima oportunidade! Falando em personagens televisivos, não pude passar pela cidade sem lembrar de “Um Maluco no Pedaço”, né? Haha Passei toda a minha adolescência ouvindo o Will falar de Philadelphia, é muito lindo pensar que tive a chance de fazer um pequeno passeio pela cidade. Visitamos o Please Touch Museum, que é uma espécie de parque de diversões para crianças pequenas, muito bem decorado.

Continue reading