Natal, Aniversário e Ano Novo nos EUA

Por alguma razão, o natal 2013 passou e eu nem senti. Apesar de ser mais um feriado entre os mais importantes para os americanos e, por mais que digam que o natal nos EUA seja uma grande magia, confesso que não senti nem 1/3 disso. Talvez minhas expectativas estivessem muito altas, ou talvez eu não estivesse muito no clima, por ter me desentendido um pouco com a minha host family. Ou quem sabe tenha sido mesmo a questão de estar longe da minha família, não sei o que deu em mim! Não vou dizer que foi ruim, foi até bem legal e diferente, só não tocou meu coração como alguns outros feriados daqui (como o 4th of July, por exemplo).  Mas agora eu entendo por que o natal daqui é considerado um dos mais iluminados do mundo! Incrível! Não apenas as praças, ruas e locais públicos são decorados com muitas luzes, sinos, laços e enfeites de vários tipos e cores; As casas e os jardins particulares também preparam um show de iluminação com gigantes árvores de natal, papais noéis em seus trenós, enfim, uma coisa mais linda que a outra! Parece até que existe uma certa competição entre os vizinhos para ver quem arrasa mais no negócio.

Em meados de dezembro, pude também conhecer Nova Iorque na época do Natal. Fui encontrar minha irmã lá e turistamos durante o dia inteiro, então deu para ver boa parte da decoração da cidade. Tiramos muitas fotos e lembramos das cenas do filme “Esqueceram de Mim II – Perdido em Nova Iorque”! rs DEMAIS! Como eu AMO essa cidade!

Imagem

Natal em Nova Iorque

Imagem

Natal em Nova Iorque

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

Natal em Nova Iorque – Rockfeller Center Christmas Tree

1456701_667260043294164_446975257_n

Natal em Nova Iorque

Imagem

Natal em Nova Iorque

Algumas regiões de Connecticut, como a cidade onde moro, são menos iluminadas que as outras devido à grande população de famílias judaicas, que não comemoram o natal. Já na região de Guilford e Madison, onde o Tomy mora, há uma maior quantidade de famílias católicas, o que indica não só uma maior decoração natalina, mas também muita gente seguindo a tradição cristã de colocar uma vela acesa em cada janela da casa, o que é lindo de se ver. Além da decoração externa, há também o interior repleto de adornos verde e vermelho, com algumas curiosidades que não estão presentes na cultura brasileira – ou se estão presentes, pelo menos não são muito comentadas. A árvore de natal, por exemplo, é nada menos que um pinheiro de verdade, escolhido e cortado pelas próprias famílias, em uma das “fazendas de árvores de natal” distribuídas pelas cidades nesta época do ano; Meias de natal são penduradas na lareira com o nome da cada membro da família, para que o papai noel possa enchê-las de presentinhos e coisas boas; Os pais lêem o livro do “Elf on the Shelf”, ou “Elfo na Prateleira” para as crianças e batizam o Elfo (que geralmente é vendido junto com o livro) com um nome especial. Uma vez apresentado às crianças, o Elfo vira parte da família e aparece todo ano na época do natal, sendo por eles considerado um ajudante especial do papai noel, encarregado de observar o comportamento das crianças durante o dia e reportar todos os detalhes do que viu para o papai noel à noite, quando voa de volta ao Pólo Norte. Todas as manhãs o Elf aparece num lugar diferente, seja pendurado no teto, na maçaneta, na geladeira, na TV, etc, obviamente manipulado por nós adultos. rs Achei super interessante e divertido!

Imagem

Elf on the Shelf daqui de casa em mais um lugar inusitado

Imagem

Natal em Connecticut

Imagem

Natal em Connecticut

Imagem

Natal em Connecticut

Uma outra diferença é que a comemoração aqui é feita somente no dia 25, sendo o dia 24 um dia comum. Enquanto todo mundo enchia a caneco no Brasil, eu convenci o Tommy a irmos a um restaurante japonês (ÚNICOS restaurantes abertos na véspera! Foi a primeira vez que vi este país parar de verdade – comércio todo fechado) e a alugarmos um filme para ver em casa, só para não passar em branco. Ainda na noite do dia 24, com ajuda das crianças, os pais deixaram uma caneca com leite e alguns biscoitinhos em um prato para que o papai noel comesse quando viesse deixar os presentes! Já perceberam que eles levam tudo isso muito a sério, né? Achei super legal, farei tudo isso com os meus filhos!

As crianças abrem as toneladas de presentes que estavam sob a árvore na manhã do dia 25 e, geralmente na parte da tarde/noite, as famílias se reunem para a Ceia Natalina. Na minha casa, fizemos apenas um jantar entre nós (meus host parents e as crianças), sendo o meu namorado o nosso único convidado especial. rs Todos amaram a receita típica brasileira que resolvi preparar para a nossa sobremesa: brigadeiro! Ganhei 200 doletas de presente de natal dos meus hosts e também um porta retrato (será que eles viram que eu colei a foto com Mommy e Daddy na parede do lado da minha cama? rs)  PRESENTÃO, fiquei super feliz! 😉

Bom, passando o natal, sempre vem a data mais importante do universo, o meu aniversário, claro! Hihi Este ano completei meus 22 aninhos trabalhando quase o dia inteiro, mas com uma comemoração AWESOME no fim do dia! Primeiro minha host family me aparece com um bolo lindo, cantando Happy Birthday To You (vontade incontrolável de bater palmas, ahhhhh) e com dois presentes que eu adorei: um livro sobre fotografia com várias técnicas e dicas importantes e um acessório para pendurar na minha câmera. Depois disso, o Tommy foi me pegar para dormir na casa dele, pois eu estaria de férias pelos seis dias seguintes. Quando abro a porta, fui surpreendida com balões e enfeites pela casa inteira e um segundo bolo de aniversário, com mais “Happy Biiiiiirhtday to Yoooou…”.  E eu toda preocupada pensando que meu aniversário seria um desastre por estar longe de casa. Foi tudo uma delícia! E como o sr. Tomas adora me fazer uma surpresa atrás da outra, não parou por aí! Havíamos planejado um jantar à dois para o sábado 28, ainda como uma comemoração complementar do meu aniversário. Tentei chamar alguns amigos, mas não obtive resposta de nenhum deles, então imaginei que todos estivessem trabalhando ou viajando, e acabei aceitando a ideia de um jantar a dois. Chegando no bar-pizzaria (que a propósito é um dos mais conhecidos dos Estados Unidos por causa da famosa pizza de purê de batata), fui novamente surpreendida, desta vez por todos os meus amigos me esperando em uma mesa enorrrme! E eu não desconfiei de ABSOLUTAMENTE nada, ou seja: expectativas 100% superadas quanto ao meu aniversário, do início ao fim das comemorações! Foi uma noite  MUITO divertida. Sem dúvidas, este foi o aniversário mais especial da minha vida 🙂

Imagem

Primeira surpresa!

Imagem

Segunda surpresa!

Imagem

Terceira Surpresa!

E para concluir o ano de 2013, já que acabei não viajando nas minhas férias (por causa dos preços altos das passagens aéreas e hotéis e, principalmente, por causa do frio), teimosa que sou, decidi passar o reveillón na Times Square, mesmo com todas as críticas à superlotação e ao frio… A ideia de passar o meu primeiro reveillón dos EUA em casa, no meu (possivel) unico ano de intercâmbio, estava me deixando nervosa! O Tommy não queria ir porque a família dele preparou uma festa para a virada, então resolvi ir sozinha mesmo e acabei encontrando umas amigas lá. E foi super divertido, sim! Claro que todos tinham razão: na TV tudo parece maravilhoso e na realidade é tipo uma Virada Cultural de SP, só que sem os arrastões. rs Mas ainda assim, valeu muito a pena pela experiência. Não me arrependo nem mesmo um pouquinho!

Imagem

New Year’s Eve – No Quinns da 44th St. Obrigada pela companhia, meninas! ❤

Imagem

New Year’s Eve  – Após a queda da bola, à meia noite

Imagem

New Year’s Eve – HAPPY 2014!

Comecei o ano já muito aflita, sabendo que faltam quatro meses para o meu primeiro ano de au pair acabar! Já recebi e-mail da diretora de área da minha agência, perguntando sobre a extensão do programa ou sobre a solicitação do meu voo de volta para o BR. Ainda NÃO decidi o que fazer, dá pra acreditar? Minha cabeça dói só de pensar nisso. Quero muito voltar para o Brasil (até porque, aqui entre nós, estou de SACO CHEIO de criança), para o meu cantinho, para a minha família. Quero muito começar a construir a minha carreira, encontrar um emprego legal na minha área de formação, ganhar dinheiro, viajar muito pelo meu país. Mas o medo da readaptação é enorme! Eu também amo os Estados Unidos, amo a beleza de cada pedacinho desse país; amo o baixo custo de vida (leia-se “poder comprar quase tudo o que eu quero até com salário de au pair”), amo a organização, o idioma, a segurança, as mil oportunidades de trabalho na minha área, e principalmente, amo muita gente que mora aqui! Assim como eu amo o Brasil e muita gente que mora lá… Mas ficar aqui como au pair não rola. E se for não for como au pair, existe toda a questão burocrática do visto (solicitação para mudar meu status pra estudante e poder permanecer por mais tempo), validação do meu diploma, busca de um lugar pra morar, busca de um emprego bom, concorrendo com muitos nativos. Não é fácil. Já tentei colocar tudo isso na balança e mesmo assim ainda não sei para que lado seguir. Tô esperando por um milagre! E estou TOTALMENTE aberta para conselhos e ajuda de qualquer tipo, obrigada! 😛

Chega de escrever por hoje, né? Estava com saudade desse blog! Quero voltar a atualizá-lo com mais frequência. Acho digno escrever um post exclusivo sobre o inverno e sobre a danada da neve – algo que eu aprendi a odiar, apesar da sua “lindeza”. Espero que esse espírito escritor baixe em mim com mais frequência nos próximos dias para que eu possa explicar as curiosidades sobre o inverno nos EUA com muitos detalhes.

Beijos e até breve!

Advertisements

4 thoughts on “Natal, Aniversário e Ano Novo nos EUA

  1. Outro belo texto minha princesa… já conversamos bastante sobre seus projetos e tenho certeza que saberás decidir sobre o seu futuro! Boa sorte! Te amo! Mil beijos com muitas saudades !

  2. Amei ler tudo tudo daí. Quanto aos seus projetos se estivesse no seu lugar, também estaria super super indecisa. Nas suas orações e nos momentos de conversas com Deus peça-o que a ilumine.
    Tudo de bom
    Boa sorte
    beijos mil
    Tia Sandra

  3. O aniversário mais especial da sua vida? Mentira! =P
    Indecisões surgem ao longo da vida, todo mundo passa por isso; Mas o que resolve sempre é o famoso “arriscar” (e todo mundo passa por isso também). Depois, o que não der certo, você conserta, e isso passa a ser chamado de “experiência”.

    Beijos e boa sorte!

  4. Oi, tudo bem?
    Gostei muito do seu blog, as histórias são ótimas! Também fui intercambista, e me identifiquei com muitas coisas que você contou =)
    Tenho um site que reune blogs de intercambistas, se chama “Intercâmbio Blog”. Seria muito legal se você divulgasse seu blog lá! É de graça, na verdade fiz para ajudar futuros intercambistas a encontrar todos os blogs da cidade/país de destino em um só lugar.
    É só acessar http://www.intercambioblog.com.br e adicionar o link do seu blog.
    Por favor, participe! Com certeza muitas outras pessoas também vão gostar de saber sobre a sua experiência =)
    Bjs, Gabi.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s